Os músicos de Bremen

Era uma vez um burro que havia trabalhado fielmente para seu dono por muitos anos. Com o tempo, ele se tornou velho e incapaz de realizar o trabalho pesado. Temendo ser descartado, o burro decidiu fugir para a cidade de Bremen, onde planejava se tornar um músico de rua.

No caminho para Bremen, o burro encontrou um cão de caça deitado na estrada, arfando de cansaço.

Alexa

— Por que você está tão cansado? — perguntou o burro.

— Estou velho e fraco, e meu dono queria me matar. Então, fugi, mas não sei o que fazer agora — respondeu o cão.

— Venha comigo para Bremen. Podemos nos tornar músicos de rua juntos — sugeriu o burro.

O cão aceitou alegremente e os dois seguiram viagem.

Pouco depois, encontraram um gato sentado à beira da estrada, com uma expressão triste.

— Por que você está tão triste? — perguntou o burro.

— Estou velho, meus dentes não são mais afiados, e minha dona queria se livrar de mim. Então, fugi, mas não sei para onde ir — respondeu o gato.

— Venha conosco para Bremen. Podemos ser músicos de rua juntos — disseram o burro e o cão.

O gato concordou e os três continuaram seu caminho.

Ao anoitecer, encontraram um galo empoleirado em uma cerca, cantando com toda a sua força.

— Por que você está cantando tão alto? — perguntou o burro.

— Minha dona quer me cozinhar para o jantar, então estou cantando enquanto ainda posso — respondeu o galo.

— Venha conosco para Bremen. Podemos ser músicos de rua juntos — disseram o burro, o cão e o gato.

O galo, feliz por escapar de seu destino, juntou-se ao grupo e eles seguiram viagem.

Quando a noite caiu, os quatro amigos estavam cansados e com fome. Avistaram uma casa iluminada na floresta e decidiram ver se poderiam encontrar algo para comer. O burro espiou pela janela e viu um bando de ladrões festejando em volta de uma mesa cheia de comida.

— Precisamos assustar esses ladrões para que possamos comer — explicou o burro aos amigos. — Vamos fazer um barulho tão terrível que eles vão fugir.

O burro colocou as patas dianteiras na janela, o cão pulou nas costas do burro, o gato subiu no cão e o galo voou para o topo. Quando todos estavam prontos, começaram a fazer um barulho terrível: o burro zurrou, o cão latiu, o gato miou e o galo cantou.

O barulho assustou tanto os ladrões que eles fugiram da casa, pensando que era um monstro horrível. Os quatro amigos entraram na casa e se deliciaram com a comida deixada para trás. Depois de comerem, apagaram as luzes e se acomodaram para dormir.

Mais tarde naquela noite, um dos ladrões voltou para ver se era seguro retornar. Ele entrou silenciosamente na casa escura, mas ao acender um fósforo, seus olhos brilharam diretamente no gato, que o arranhou com suas garras afiadas. O ladrão tentou correr, mas o cão mordeu sua perna, o burro deu-lhe um coice e o galo começou a cacarejar e bater suas asas.

O ladrão correu de volta para o chefe e disse:

— A casa está assombrada por um terrível monstro que me atacou com suas garras e dentes!

Os ladrões, apavorados, nunca mais voltaram para a casa. Os quatro amigos gostaram tanto de seu novo lar que decidiram ficar ali e viver juntos pelo resto de seus dias, como músicos de Bremen.

Essa é a história dos Músicos de Bremen dos Irmãos Grimm, uma história encantadora sobre amizade, coragem e a importância de nunca desistir, independentemente da idade ou circunstância.

Leia também

Comentários